1º trimestre: Dormidas na Região de Lisboa sobem 9%

O número de dormidas nos 18 municípios que compõem a Região de Lisboa registou um aumento de 9% no primeiro trimestre de 2016, quando comparado com igual período do ano anterior, para 2.349.612.

Neste período, segundo a Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa (ERT-RL) as dormidas na centralidade turística Arrábida, constituída pelos municípios de Sesimbra (+ 25%), Palmela (+18%) e Setúbal (+13%), cresceram cerca de 17,7%, para 70.061.

Alcochete e Montijo, que integram a centralidade Arco do Tejo, aumentaram respetivamente, 21% e 16% em dormidas, e o município de Almada 12%, tendo em conta o período em análise.

Vítor Costa, presidente da ERT-RL, comenta estes resultados realçando que “o crescimento nestes municípios é muito significativo e reforça as apostas que a ERT-RL efectuou, essencialmente, nos produtos turismo de natureza e turismo náutico, que pretendem aumentar a visita e permanência no destino”.

Refira-se que o Plano Estratégico para o desenvolvimento turístico na Região de Lisboa 2015-2019 apresenta a Região como um “mosaico de experiências”, integrando mais ofertas e promovendo quer a visita quer o aumento da estadia média por parte dos turistas. O objectivo é aumentar o contributo do turismo para a Região, melhorando a qualidade de serviço e a satisfação dos visitantes.

Os municípios de Palmela, Sesimbra, Setúbal, Alcochete, Montijo e Almada têm um total de 7.202 camas turísticas.