21 anos fechado: Hotel Nacional do Rio de Janeiro reabre a 15 de Dezembro

Um ícone da hotelaria do Rio de Janeiro e do Brasil, com uma arquitectura única, o Hotel Nacional, em São Conrado, reabre já no próximo dia 15 de Dezembro, após 21 anos fechado.

Inaugurado na década de 1970, com projecto de Oscar Niemeyer e Burle Max, o prédio voltará a receber hóspedes, mas com outra assinatura: Gran Meliá Nacional Rio. A rede Meliá será responsável pela administração do Nacional nos próximos 20 anos.

Após dois anos de reformas, o desenho externo permanece o mesmo, até porque o prédio foi classificado, mas houve uma grande modernização por dentro, passando a oferecer 413 quartos, incluindo 65 suites.

O empreendimento, segundo o grupo hoteleiro internacional, segue o conceito de resort urbano, destinado não somente a turistas, mas também ao segmento corporativo, e contará com dois restaurantes abertos ao público, além de três bares exclusivos e instalações de lazer, como ginásio. Na área da piscina ficará a escultura de sereia esculpida em ferro, de Alfredo Ceschiatti. A obra de arte também foi restaurada.

O antigo anfiteatro, que recebeu shows internacionais de B.B. King, James Brown e Charles Aznavour, dará lugar a um centro de convenções.