250M€ já chegaram ao turismo através do Portugal2020, diz ministro da Economia

Dos 440 milhões de euros que já chegaram ao país este ano, provenientes do quadro comunitário de apoio, mais de 250 milhões de euros foram transferidos para o turismo, em mais de 200 projectos, principalmente para o aumento da oferta, com vista a acompanhar o crescimento.

O anúncio foi feito pelo ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, numa mesa redonda, no âmbito da III Cimeira do Turismo Português, esta terça-feira, no Museu do Oriente, em Lisboa, organizada pela Confederação do Turismo Português. O painel reuniu também o presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque e o presidente do Grupo Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida.

Na ocasião, o governante anunciou que “vamos lançar o Fundo do Turismo”, para projectos “inovadores”.

Em toda a sua intervenção, Caldeira Cabral defendeu que no sector do turismo é preciso trabalhar de forma articulada entre ministérios, para que as instituições públicas possam dar uma resposta única a quem tem iniciativa e quer investir no sector.

“Acho que temos de trabalhar de forma articulada e que esse trabalho seja cada mais assumido dentro do Governo e não atirado para cima de quem quer ter uma iniciativa e de quem quer ter um investimento, para que as instituições públicas possam dar uma resposta única”, afirmou o ministro da Economia, tendo destacado que, apesar de o Simplex + já ter tomado várias medidas na área do turismo “é preciso trabalhar mais”.

Sobre as novas rotas, Manuel Caldeira Cabral afirmou que o objectivo não é só “atingir mais turistas”, mas “novos turistas”, sublinhando que o Governo tem trabalhado “juntos dos operadores internacionais” para “saber que segmento de mercado ainda estão por explorar” para captar mais turistas. E nestas 55 novas rotas são “exactamente para trazer turistas diferentes”.

Ver reportagem completa na próxima edição da Turisver