25M€ para apoiar projectos turísticos nos territórios de baixa densidade

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, anunciou esta quinta-feira que o Governo vai lançar um novo instrumento de inovação financeira dotado de uma verba total de 25 de milhões de euros.

A governante, que falava em audição na comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas, explicou, citada pela Lusa, que o objectivo é “aliviar o esforço dos empresários com a aquisição do activo patrimonial”. Assim, quem quiser explorar uma casa numa aldeia pode colocá-la neste fundo imobiliário, que a compra, e fica depois a cobrar uma renda ao promotor, referiu, para adiantar que a gestão ficará a cargo da Turismo Fundos. As operações deverão durar até 15 anos e no final, o promotor pode recomprar o imóvel.

Refira-se que estão em curso 43 investimentos em empreendimentos turísticos nas regiões de baixa densidade, no âmbito do Plano Nacional para a Coesão Territorial, e com este novo instrumento, a secretária de Estado prevê que se somem mais 20 a essa lista de investimentos.

No Parlamento, a governante informou ainda haver 196 projectos turísticos aprovados no âmbito do programa dedicado apenas para regiões do Interior, num valor de 49 milhões de euros.