?365 Dias de Emoção? no Alentejo e no Ribatejo

A Entidade Regional de Turismo do Alentejo apresentou ontem, em Lisboa, as campanhas de marketing operacional ?Alentejo 365 dias de Emoção? e ?Ribatejo 365 Dias de Emoção?. O objectivo, de acordo com o presidente do Turismo do Alentejo, Ceia da Silva, é promover a oferta de animação turística dos destinos Alentejo e Ribatejo? e mostrar que, quer num quer noutro, há muito para ver, fazer e experienciar. Na base desta campanha de marketing está a ideia de que cada vez mais o turista busca experiências, que mais do que ver quer fazer e quer partilhar da vida da região que visita. Por isso, afirmou Ceia da Silva, pretendeu-se, com esta campanha ?consolidar uma imagem muito forte em relação ao Alentejo e ao Ribatejo que mostrasse às pessoas que é possível fazer actividades durante 365 dias?. Mergulho, surf, birdwatching, pesca desportivas, passeios pedestres e a cavalo, saltos de pára-quedas, balonismo, são apenas algumas das actividades propostas que se apresentam divididas em 12 categorias, no caso do Alentejo, e em 9 no caso do Ribatejo. A campanha, que será divulgada em duas estações de rádio e nos canais temáticos da televisão tem como grande suporte comunicacional uma ?Agenda de Emoções? onde se podem encontrar informações sobre as diversas actividades e que ?será distribuída em todos os postos de turismo e todas as unidades de alojamento da região?. A campanha contará ainda com um site, com ligação ao ?visitalentejo?, um jornal gratuito que, segundo Ceia da Silva ?será distribuído de forma maciça em Lisboa e no Porto?e será também promovida nas redes sociais. Acresce ainda o lançamento de uma ?raspadinha? associada à campanha, que oferecerá aos turistas mais de cinco mil prémios. Nas agendas, sublinha Ceia da Silva, ?não há nenhuma actividade que não seja comercializada por empresas de animação devidamente legalizadas?. Por outro lado, ?quem vende são as próprias empresas de animação? e para facilitar a vida aos turistas a ?Agenda de Emoções?, tanto no caso do Alentejo como do Ribatejo, integram um directório com o nome das empresas e respectivas actividades, bem como os contactos para reservas. Ou seja, ?nós só divulgamos, a venda é com as empresas?, afirma o presidente do Turismo do Alentejo.