43º Congresso APAVT: Mercado chinês para Portugal cresce 40%

Num congresso que se realiza em Macau, as relações entre Portugal e China e o início dos voos directos entre os dois países estiveram em cima da mesa na sessão de abertura, trazidos pela secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e pelo secretário para os Assuntos Sociais e Cultura do Governo da Região Administrativa Especial de Macau, Alexis Tam.

Ao falar na abertura do 43º Congresso da APAVT, que decorre em Macau até ao próximo dia 27, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, sublinhou o maior ritmo que o crescimento do mercado chinês está a ter para Portugal provocado pelo início, a 26 de Julho, dos voos directos entre os dois países. Se antes o mercado chinês vinha crescendo 18% em número de hóspedes, agora está a crescer 40%, sendo que até Setembro tinham sido já atingidos os números verificados em 2016.

Garantindo que “o objectivo é manter o nível de crescimento este ano, que é um valor fantástico”, a secretária de Estado considerou que  “o mercado chinês é o mercado de futuro” pelo que “temos que estar presente neste mercado e garantir que temos a capacitação da nossa oferta para saber receber turistas chineses”, sublinhou.

Por seu turno, o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura do Governo da Região Administrativa Especial de Macau, Alexis Tam, começou por afirmar que “o Congresso Nacional da APAVT tem ajudado a erguer, ao longo das últimas cerca de três décadas, uma importante ponte de ligação entre Macau e Portugal ao nível do turismo” e que os vários congressos desta associação realizados já neste território “têm permitido proporcionar uma actualização regular sobre Macau aos operadores turísticos portugueses e renovar as nossas relações de amizade”.

Alexis Tam referiu-se também ao workshop que preencheu a tarde do primeiro dia do congresso, classificando-o de “uma oportunidade significativa para os dois lados [Portugal e China] explorarem possibilidades de negócios e tirarem partido da aproximação que Macau proporciona entre operadores chineses e portugueses”, tendo até em conta que nele participariam vários operadores do interior da China.

*Turisver.com em Macau, a convite da APAVT