43º Congresso da APAVT: 50M€ para fazer de Portugal destino de cinema

O OE para 2018 contempla 50 milhões de euros para um novo fundo “Turismo e Cinema” destinado a “tornar Portugal um destino mais competitivo para filmagens”, informou a secretária de Estado do Turismo em Macau, onde anunciou regras especiais para captar congressos e eventos para o Centro de Portugal.

Ana Mendes Godinho, que falava na abertura do Congresso da APAVT, em Macau, explicou que, no âmbito do fundo de captação de congressos “acabámos de aprovar novas regras especiais para a captação de eventos e congressos para o interior do país, para as zonas dos incêndios”, tendo apelado a todos os presentes “para que adiram a este programa” através do qual foram criados “requisitos especiais para que aconteçam pequenos eventos corporativos e congressos de pequena dimensão nas regiões dos incêndios para as ajudar a recuperar”.

No que se refere ao turismo de cinema, “vamos ter o regime fiscal e de incentivos mais apelativo do mundo para que se possam fazer filmagens em Portugal”, explicou a governante, acrescentando que “estamos neste momento a organizar viagens pelo país com uma série de realizadores internacionais para poderem vir aqui filmar”.

Dirigido a realizadores de todos os países, mas com a tónica nos portugueses e nos indianos, Ana Mendes Godinho sublinhou que o programa está a ser “um sucesso”.