65 anos da APAVT: presidente destaca “cultura de compromisso”

A APAVT assinalou ontem o seu 65º aniversário com um almoço a bordo do mais recente navio da classe Quantum da Royal Caribbean International, o Anthem of the Seas. Na altura, Pedro Costa Ferreira destacou a “cultura de compromisso” que tem marcado a vida da Associação e sublinhou a necessidade de “ter memória” e “respeitar a história”.
Para o presidente da APAVT é a “memória do passado que produz confiança no futuro”, e a marcar a trajectória entre ambos os tempos está a “cultura de compromisso” que tem marcado a história da Associação, embora, frisou, tal não signifique “consensos cinzentos e frágeis”.
Esta cultura de compromisso, disse, permitiu “uma relação tão próxima com a indústria aérea” e a constituição de um “case study” que é o Provedor do Cliente. E porque ao falar-se de aviação fala-se da TAP dirigindo-se a Fernando Pinto, afirmou esperar “que este não seja um primeiro cumprimento de adeus”.
A APAVT atravessa hoje “um dos seus períodos de maior dinamismo”, afirmou, sublinhando a realização dos congressos anuais, o trabalho desenvolvido na ECTAA, as acções com as Entidades Regionais de Turismo, Turismo de Portugal e Tutela, bem como os projectos “Destino Preferido”. E, para o futuro, a APAVT quer “manter a dinâmica, preservando e respeitando a memória”.
Presente no almoço, o secretário de Estado do Turismo disse entender que os 65 anos comemorados pela APAVT “são 65 anos de serviço e de disponibilidade para os outros” e sublinhou que, ao contrário do que se poderia pensar, as agências de viagens “têm sido um sector bastante consensual na forma como se tem adaptado às mudanças” frisando que face aos grandes desafios do futuro “não ganha o mais forte, ganha o que melhor se adaptar à mudança”.
O almoço comemorativo contou com a presença de vários ex-presidente da APAVT, do secretário de Estado do Turismo, do presidente da Confederação do Turismo Português, do CEO da TAP e presidentes das Entidades Regionais do Turismo, além de empresários e agentes do sector, tendo sido antecedido por uma visita ao navio, Anthem of the Seas que se encontrava atracado em Lisboa.
M.F.