Mais de 93% das reservas no mercado português para a Disney são via agências de viagens

Mais de 93% das reservas feitas no mercado português para a Disneyland Paris são via agências de viagens, revelou à turisver.com, Paulo Almeida, account manager do operador turístico Solférias, à margem da acção de formação levada a cabo em Lisboa sobre este produto junto dos profissionais do sector.

De acordo com Paulo Almeida, apesar da eDreams ter acabado de fechar um acordo para venda de estadias no parque temático, “nunca vai ter as vantagens que nós temos porque não vai ter esta gente toda que faz estas formações, agentes de viagens especializados no produto e com experiência”, para acrescentar que em relação à compra do produto, as famílias ainda preferem estar frent-a-frente com o agente de viagens e gostam de ver o folheto físico, daí termos elaborado um jornal da campanha Festa Mágica”, que decorre de 11 de Fevereiro a 16 de Março.

O responsável ressalvou que o Parque Disney é um produto que os agentes de viagens gostam de vender embora não seja dos mais fáceis porque tem várias envolventes. “Não é um pacote fechado porque tem a parte das refeições, das excursões, do transporte, das diferentes temporadas e uma série de outros segmentos. No entanto, a nossa plataforma online facilita os agentes de viagens na sua comercialização”.

Por sua vez, Tiago Santos, director de Vendas da Disneyland Paris para Espanha e Portugal, que orientou a formação aos agentes de viagens, reforçou à turisver.com, que as agências de viagens mantêm a posição de principal canal de vendas em Portugal, sendo que 65% das reservas em Portugal incluem refeições nos programas, enquanto a nível europeu a média é de 39%. As unidades de alojamento mais procuradas pelos portugueses são os Disney’s Hotel Santa Fé, Sequoia Lodge e Newport Bay Club.

Por isso “é que nós temos acompanhado essas acções de formação, passar os valores Disney, para que os agentes de viagens tenham entusiasmo em vender o nosso produto. Estas acções são importantes do ponto de vista da consolidação do nosso produto e são nessas ocasiões que passamos as mensagens chaves e tomamos conhecimento do que é preciso melhorar e cada vez mais apresentar propostas de valor adicionais”, realçou Tiago Santos.

Sem revelar números, Tiago Santos referiu que a chegada de visitantes portugueses à Disneyland Paris registava aumentos de dois dígitos desde 2012. “No ano passado não houve crescimento tão grande, embora tenha sido positivo, porque apostámos numa estratégia de rentabilidade versus volume”.

No entanto, a Disneyland Paris continua a apostar na renovação da sua oferta, não só ao nível das unidades hoteleiras como do entretenimento. No que respeita à renovação dos hotéis, o Disney Hotel Cheyenne vai contar com a decoração baseada no Toy Story e uma nova tipologia de quartos, os Texas Rooms, o Disney’s Crockett Ranch, vai ter melhoramentos a partir de Janeiro de 2017, o Newport Bay Club concluiu renovação integral, que durou 15 meses e aguarda certificação para se converter num 4 estrelas. Quando às diversões, destaque para novos espectáculos.