ABAV 2013: ?É inaceitável? que actividade das agências não seja devidamente reconhecida

Na sessão de abertura da ABAV 2013 ? Feira de Turismo das Américas que abriu esta quarta-feira em São Paulo, o presidente da ABAV, António Azevedo pôs o ?dedo na ferida? ao afirmar ser ?inaceitável? que a importância da actividade das agências de viagens não tenha ainda o devido reconhecimento por parte do poder político e que a mesma não esteja ainda devidamente regulamentada. António Azevedo começou por afirmar que a ABAV Nacional é ?o maior canal de vendas de viagens no país?, representa ?4% do Produto Interno Bruto do Brasil e projecta crescer neste ano extraordinários 7,3%?. Mas, apesar da cada vez maior importância do sector do turismo para o desenvolvimento económico do país, ?é inaceitável que a contribuição decisiva desempenhada pelas agências de viagens ainda não tenha sido reconhecida e regulamentada pelo Congresso Nacional? e que as agências de viagens continuem ?a sofrer abusos inaceitáveis e a concorrência desleal, que todos sabemos de onde vem?, afirmou o presidente da ABAV. António Azevedo considerou mesmo que ?a falta da regulamentação da actividade das agências de viagens no Brasil (?) cria um cenário favorável à proliferação de práticas comerciais irregulares e, pior, faz proliferar no ambiente das vendas online uma série de promoções enganosas, que geram prejuízos para as agências de viagens e aos consumidores, nossos clientes?. Afirmando que as agências de viagens querem ?cada vez mais lado a lado com os consumidores?, o presidente da ABAV deixou claro que ?as agências de viagens agregam valor desde o início? e que ?nada é capaz de substituir as orientações, as recomendações, as dicas, os esclarecimentos e o atendimento personalizado que somente uma agência de viagens ABAV pode proporcionar aos clientes?. Referindo-se à feira, propriamente dita, António Azevedo sublinhou a importância de algumas parcerias estabelecidas, tendo, nomeadamente, referido as efectuadas com a BTL Lisboa e com a APAVT ? Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo?. José Luís Elias (em São Paulo a convite da TAP e da ABAV)