ABTA adverte turistas para consequências de falsas alegações de doença

A ABTA – Associação Britânica de Agências de Viagens está a alertar os turistas do Reino Unido relativamente aos perigos de alegar falsas ou exageradas doenças, quando retornam a casa após as férias de Verão.

Empresas estão a contactar pessoas que acabam de regressar de férias de modo a encorajá-las a declarar doenças falsas ou exageradas de modo a receber compensações. Estas empresas alegam que não há nenhum risco envolvido em fazer este tipo de declarações, embora tal não se verifique. As potenciais penalizações para reivindicações fraudulentas são extremamente graves e podem incluir multas pesadas, registo criminal e pena de prisão quer no Reino Unido, ou no país onde o viajante passou as suas férias.

Os cidadãos têm sido bombardeados com estas solicitações através de propaganda, de chamadas ou mensagens telefónicas, ou das suas redes sociais. Contudo, com as empresas ligadas ao turismo a lutar contra o dilúvio de reclamações que têm vindo a receber e com notícias que vão surgindo de turistas britânicos que enfrentam acusações relacionadas com este esquema, as pessoas começa a perceber que este crime poderá fazer aumentar substancialmente o preço das viagens, a longo prazo.

Em Maiorca, desde 2013, subiu em 500% o número de compensações feitas através de reivindicações por doença em férias por turistas britânicos, com dezenas de milhares de solicitações apenas em 2016. Contudo, para este mesmo período de tempo, os níveis de doença mantiveram-se estáveis nos resorts maiorquinos, com a excepção aos problemas associados com cidadãos do Reino Unido.

Mark Tanzer, Chief Executive da ABTA, afirma que “os viajantes precisam de compreender que fazer uma alegação fraudulenta tem consequências. Independentemente do que disser a empresa de reivindicações, acusações falsas são fraude”. A ABTA lançou a campanha “Stop Sickness Scams” em Junho, com o apoio dos seus associados e parceiros. Em Julho o Governo comprometeu-se a ter em atenção a lacuna da lei que permite que empresas beneficiem indevidamente de reclamações falsas. A ABTA e o Governo vão continuar a trabalhar em conjunto de modo a incentivar novas reformas.