“Academia Soltrópico” para formar online os agentes de viagens

O projecto, que vai ter início em Março, é internamente conhecido como Academia Soltrópico, como explicou esta quinta-feira Fernando Bandrés, director operacional do operador turístico e visa dar formação aos agentes de viagens sobre os destinos Soltrópico. São Tomé irá marcar o arranque da iniciativa.

Numa apresentação à imprensa, esta quinta-feira, o director operacional da Soltrópico apresentou o novo projecto do operador na área da formação de agentes de viagens, a Academia Soltrópico, projecto que vai ser realizado sob a forma de webminars. Para isso o operador estabeleceu um acordo com uma plataforma online que vai permitir que estes seminários realizados online tenham “uma audiência de até 500 agentes de viagens em simultâneo”.

As sessões, que vão contar com a participação de um especialista no destino em foco (um por cada sessão) fornecedores do operador no destino, nomeadamente da área da hotelaria, além dos agentes de viagens, vão ter “uma base quinzenal” com cada uma das sessões, de cerca de uma hora, a ser dedicada a um só destino. O destino que vai marcar o arranque desta iniciativa, no início do próximo mês, vai ser São Tomé.

“Achamos que vai ser uma formação muito interessante ao nível de conteúdos, a que se junta a facilidade que damos ao agente de viagens de não ter que se deslocar para beneficiar destas acções de formação”, destacou Fernando Bandrés.

A iniciativa vai funcionar de acordo com um calendário a que os agentes de viagens terão acesso depois de fazerem uma pré-inscrição online e depois bastará “linkarem-se” à plataforma para assistirem em directo aos webminars.

“O objectivo do operador é que estas acções se realizem durante todo o ano, apresentando um destino diferente a cada quinzena”, disse o director operacional da Soltrópico. O responsável acrescentou que “queremos apostar muito na qualidade dos conteúdos, por isso achámos que cada sessão só deveria abranger um destino de forma a que a apresentação possa ser uma mais-valia para o agentes de viagens”

Ainda sem horários fechados, mas tentando que as sessões não coincidam com os picos de trabalho dos agentes de viagens, a Academia Soltrópico vai implementar um Quadro de Honra em que irão figurar os “melhores alunos”, ou seja, os agentes que tenham maior assiduidade e sejam mais interactivos, informações que serão depois cruzadas com vendas. Ascender ao Quadro de Honra vai dar aso a algumas benesses, como a preferência nas fam trips a realizar pelo operador.

“A Academia vai permitir-nos uma maior proximidade, ainda que virtual, com os agentes de viagens” uma vez que através dela “vamos conseguir chegar a locais onde os nossos roadshows não conseguem e trazer parceiros que de outra forma não conseguiriam estar presentes”, sublinhou Fernando Bandrés, afirmando ainda que se trata, acima de tudo, de “encurtar muitas distâncias”.