ACP aplaude alteração à lei das regiões de turismo

A Associação Comercial do Porto (ACP) está satisfeita com a alteração à lei das regiões de turismo, que foi sexta-feira aprovada na especialidade na Assembleia da República, congratulando-se, em especial, com o facto de as Associações de Turismo do Porto e Lisboa continuarem a poder promover externamente as suas cidades. “Uma das maiores vitórias é a possibilidade das Associações de Turismo do Porto e Lisboa continuarem a promover externamente as suas cidades, uma competência que seria delegada para as Regiões de Turismo. Esta foi uma das alterações reivindicadas pelos dois autarcas de Lisboa e Porto e pelos operadores turísticos privados, incluída na versão final da Lei das Regiões apresentada à Assembleia da República para votação no dia 8 de Março”, diz a ACP em comunicado. Esta nova versão é, segunda a associação, coincidente com a posição que também a ACP tinha defendido, o que leva Rui Moreira, presidente da ACP, a considerar que “esta é sem dúvida uma decisão que comprova o reconhecimento do Governo dos resultados positivos registados pelas duas associações de turismo – ATP e da ATL – e do trabalho que têm desenvolvido em prol da promoção externa destas duas regiões e de Portugal”. Rui Moreira considera que a anterior proposta “negligenciava e desincentivava a participação dos agentes privados nas estruturas de gestão das novas entidades”, considerando que, por isso, que se tratava de “um retrocesso face ao trabalho meritório que, no caso concreto do Norte, tem vindo a ser desenvolvido através dessa parceria”. “Não nos parecia sensato e razoável que se colocasse em risco toda a dinâmica de crescimento alcançada que, no caso particular do turismo do Porto e do Norte, tem vindo a ser arduamente trabalhada, com sucesso, ao longo de todos estes anos”, conclui o responsável. I.M.