Agosto positivo para a hotelaria de Lisboa

Ocupação, preço médio por quarto vendido e por quarto disponível, apresentaram aumentos homólogos em Agosto, todos contribuindo para que a hotelaria de Lisboa tivesse um mês positivo. Na ocupação, destaque para os 3 estrelas, que ultrapassaram os 90%. Já nos indicadores de preços destacaram-se os 4 estrelas, que apresentaram o maior crescimento homólogo. Os dados são do Observatório do Turismo de Lisboa. A ocupação média da cidade ficou em Agosto, nos 79,59%, +0,4% que no mesmo mês do ano passado, com os 3 estrelas a registarem uma ocupação média de 90,94%, em alta de 1,1% face ao mês homólogo. A maior subida registou-se nos 5 estrelas (+1,4% para 65,7%), com os hotéis de categoria intermédia a alcançarem uma ocupação média de 82,99%, +1,2% que em Agosto do ano passdo. No acumulado dos 8 primeiros meses de ano são os 3 estrelas que perdem, já que ao registarem uma ocupação média de 71,76% ficaram 1,8% abaixo do ano passado. O destaque vai aqui para os 4 estrelas que, com uma ocupação média de 70,74% cresceram 4,9% face aos oito primeiros meses de 2012. Os 5 estrelas atingiram 56,38% de ocupação média, subiram 1,5% em termos homólogos. Em matéria de Average (Preço Médio por Quarto Vendido), o mês de Agosto significou uma subida de 10,6%, repercutida num preço médio de 69,31 euros. As unidades de 4 estrelas assumem o aumento mais relevante: + 8,6% para 58,34 euros, seguindo-se os 5 estrelas com um aumento homólogo de 7,9% para 111,94 euros. Já os 3 estrelas viram o Average crescer 4,2% em termos homólogos, para 50,08 euros. No acumulado, os resultados são positivos para todas as categorias em análise, destacando-se no entanto os 3 estrelas, com um aumento de 5,4% para 50,69 euros. Voltando a Agosto, e em termos de RevPar (Preço Médio por Quarto Disponível), a média da cidade registou um aumento de 11% face ao mesmo mês do ano passado, para 55,16 euros. Também aqui o destaque vai para os hotéis de 4 estrelas, com um aumento homólogo de 9,9% para 48,41 euros. Seguiram-se os 5 estrelas com +9,4% em termos homólogos, para73,84 euros. No RevPar, os 3 estrelas também subiram, mas menos: +5,3% para 45,54 euros. No acumulado de Janeiro a Agosto, os resultados são também positivos. Em termos globais o RevPar cresceu 8,0% na cidade, para 49,81%, com a maior contribuição a caber, uma vez mais aos 4 estrelas: +8,4% para 44,24 euros. Os hotéis de 5 e três estrelas registaram o mesmo aumento homólogo: +3,6%. A predominância dos 4 estrelas nos indicadores relativos ao preço mantém-se nos dados referentes à Grande Lisboa e à Região de Lisboa. Já na ocupação a liderança é, também nestes casos, dos 3 estrelas. M.F.