AHETA: Junho algarvio com menos britânicos e menor ocupação

A ocupação média do alojamento hoteleiro no Algarve voltou a cair em Junho e a “culpa” terá sido da quebra a dois dígitos de mercados como o britânico (que apresenta quebras consecutivas desde há vários meses), o alemão e o irlandês. Já o volume de negócios continua em alta.

De acordo com os dados divulgados esta quinta-feira, 5 de Julho, pela Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), no mês de Junho, a taxa de ocupação global média/quarto foi de 79%, menos 4,5% que no mesmo período do ano anterior.

Para esta descida contribuíram principalmente as quebras registadas no mercado britânico (-11,2%), bem como nos mercados alemão e o irlandês (ambos com -19,7%).

Por zonas geográficas, Vilamoura / Quarteira / Quinta do Lago foi a que registou uma subida mais expressiva (+7,1%). No polo oposto, as principais descidas observaram-se nas zonas de Albufeira (-3,9%), Lagos / Sagres (-14,1%) e Monte Gordo / Vila Real de Santo António (-12,5%).

Já o volume de vendas subiu 2,1% face a Junho do ano passado.

A AHETA sublinha ainda que desde o início do ano a taxa de ocupação quarto no Algarve regista uma descida de 2,1%, enquanto o volume de negócios reflecte um aumento de 3,7%.