AHETA: ocupação e volume de negócios em alta no Algarve

Segundo os dados ontem tornados públicos pela AHETA – Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve, o mês de Maio foi positivo para o Algarve, que registou aumentos assinaláveis na taxa de ocupação e, principalmente, no volume de negócios. Face a Maio do ano passado, a taxa de ocupação global média por quarto cresceu 5,1pp para 67,4% no mesmo mês deste ano, um resultado para o que contribuíram, principalmente, os mercados holandês (+2,1pp), alemão (+1,7pp) e espanhol (+1,2pp). Por zonas geográficas, as principais subidas na taxa de ocupação ocorreram em Tavira (+9,6pp), Albufeira (+7,7pp) e Lagos / Sagres (+3,1pp), sendo que a taxa média de ocupação mais elevada ocorreu em Albufeira, com 77,6%, enquanto a mais baixa se verificou em Lagos/Sagres, com apenas 51,6%. Por categorias de estabelecimentos, as maiores subidas registaram-se nos hotéis e aparthotéis de 5 estrelas, com +8,1pp, seguidos dos de 4 estrelas, com +5,3%. Foram aliás estas duas categorias aquelas onde se verificou a taxa de ocupação mais elevada, com uma média de 73,1%. No pólo oposto ficaram os aldeamentos e apartamentos turísticos de 3 estrelas, onde a ocupação média não foi além dos 58,1%. Apesar destes resultados, a AHETA alerta para o facto de 30% dos inquiridos para este estudo terem registado descidas homólogas na taxa de ocupação. Acima da taxa de ocupação cresceu, no Algarve, o volume de negócios que registou um aumento homólogo de 8,8%. M.F.