AHP e Câmara do Funchal assinaram protocolo de colaboração

Assinado dia 23 de Fevereiro, o protocolo visa “incentivar o desenvolvimento e a divulgação de informação relevante para o sector turístico relativa à Região Autónoma da Madeira e ao município do Funchal”.

O protocolo abrange ainda a “promoção conjunta de acções de formação, tais como seminários e workshops, projectos de interesse mútuo, entre outros, para assim difundir o conhecimento sobre o sector do Turismo e Hotelaria”.

No âmbito do acordo assinado, a Câmara do Funchal passa a ter acesso e a inserir, partilhar e visualizar, na plataforma online do Projecto Tourism Think Tank (TTT), estudos de mercado e artigos com relevância para as comunidades envolvidas no projecto e que estejam alinhadas com os objectivos do mesmo.

Por seu turno, a AHP encarrega-se, a partir de agora, de tratar e analisar os dados recebidos através da Câmara Municipal do Funchal, incorporando-os nos seus estudos oficiais.

De acordo com o comunicado enviado por ambas as entidades, “o protocolo vai ainda exponenciar a divulgação do Funchal Card, da aplicação móvel JiTT.travel Funchal e do portal VisitFunchal”.

Paulo Cafôfo, presidente da Câmara do Funchal, sublinhou que a parceria “vai permitir continuar a qualificar o produto turístico do Funchal através do aumento de know-how a respeito de práticas de excelência, ao mesmo tempo que será possível incrementar a eficácia na disseminação de algumas das nossas iniciativas-âncora, contando com um parceiro protocolar com a importância e a penetração da AHP, junto dos operadores”.

Lembrou ainda que, “sob o mote do Funchal como um sítio de experiências únicas, o plano estratégico que criámos definiu como objectivos aumentar o número de visitantes, o tempo de estadias e o volume dos gastos, conquistar os turistas nacionais e afirmar o Funchal como um destino de city break”.

Cristina Siza Vieira, presidente da Direcção Executiva da AHP, frisou por seu turno que o acordo assinado “é de extrema relevância para as duas entidades e para a região da Madeira no geral. Irá basear-se numa partilha de informação e constituirá um incentivo ao melhor conhecimento do sector e comparação entre destinos. Muito importante também é o facto de os hoteleiros passarem a dispor de dados que lhes podem servir de apoio às decisões operacionais, de gestão e de investimento ao aderirem ao Hotel Monitor da AHP”.