AHP destaca boa performance da hotelaria na Madeira

De acordo com a análise da AHP, tendo em conta os dados do AHP Tourism Monitor, a Madeira tem vindo a consolidar a sua posição de destino-estrela em termos de taxa de ocupação no panorama nacional. Em 2016 este indicador ultrapassou os 80%. 

A AHP acaba de apresentar o balanço da performance da hotelaria na região, durante uma conferência que visou analisar também as perspectivas deste sector e a sua evolução nos próximos 10 anos.

Por outro lado, de acordo com a análise da AHP, este destino é bastante menos afectado pela sazonalidade, uma tendência que veio a consolidar-se mais recentemente, com uma taxa de ocupação em época baixa a rondar os 60%. Foi nos cinco e nos três estrelas que se registaram as evoluções mais positivas o ano passado, com mais 5.8 p.p, e mais 8.4 p.p., respectivamente, quando comparados com o 2015.

No que diz respeito ao preço médio por quarto ocupado, subiu 4,8%, com destaque para a categoria de cinco estrelas que cresceu 10% face ao ano anterior

Na Madeira também o RevPar tem subido de forma consistente e muito expressiva nos últimos anos, crescendo 12% em 2016 face a 2015, alavancado sobretudo pelas unidades de 5 e 3 estrelas, que cresceram 18% e 17% em 2016. Igualmente, o GMTH  é o dobro da média nacional, tendo ultrapassado os 280€ em 2016. Neste indicador salienta-se o desempenho das 4 estrelas com um crescimento de 11% em 2016 face ao período homólogo.

Os dados da AHP dizem, igualmente que a região ocupa o primeiro lugar do pódio quando à esta média diz respeito, com uma média de 5,9 dias em 2016.

Em relação aos mercados emissores, o alemão, o britânico e o francês, embora este última tenha tido um decréscimo, são os principais, seguidos do mercado interno. O documento salienta ainda o aumento do mercado norte-americano em 25%.

Para Cristina Siza Vieira, presidente executiva da AHP “o crescimento dos vários indicadores tem sido notório e são claramente resultado de uma aposta forte dos vários players do sector e de uma contínua reinvenção do destino, tido como um dos melhores destinos insulares do mundo”, para lembrar que vão abrir sete novas unidades hoteleiras na Madeira este ano, entre novas ofertas, remodelações e ampliações.