AHP: Hotelaria nacional teve o melhor Dezembro dos últimos 9 anos

Para a hotelaria em Portugal, “o mês de Dezembro confirmou a tendência de crescimento registada ao longo de 2016, igualando ou até ultrapassando os valores registados em Dezembro de 2007, considerado o “ano de ouro” do Hotel Monitor”, afirmou a presidente executiva da AHP.

Cristina Siza Vieira comentava os resultados da AHP Tourism Monitor divulgados esta quarta-feira, que revelam que o mês de Dezembro de 2016 registou subidas em todos os indicadores, atingindo valores iguais ou superiores, em termos absolutos, àqueles registados em Dezembro de 2007, tido como o melhor ano da hotelaria nacional desde que há registos desta ferramenta exclusiva de recolha de dados da hotelaria nacional.

No período em análise, a taxa de ocupação quarto atingiu os 44%, o mesmo valor registado em 2007, tendo no entanto registado uma subida de 2 p.p. face a Dezembro de 2015, e um aumento em quase todas as categorias, com destaque para as unidades de duas estrelas, que tiveram uma taxa de ocupação de 58%. A única descida face ao ano passado foi em relação às unidades hoteleiras de cinco estrelas (- 1p.p.) que tiveram uma taxa de ocupação quarto de 38%.

Por regiões, o Hotel Monitor destaca a Madeira, Lisboa e Grande Porto com taxas de ocupação mais elevadas (61%, 54% e 53%, respectivamente). O oposto aconteceu em relação aos Açores, com uma quebra de quase 4 p.p., correspondente a uma taxa de ocupação de 29%.

Quanto ao preço médio, foi de 71 euros, o que corresponde a um aumento de 6% face ao mesmo período de 2015, tendo também ultrapassado os valores de 2007. Alentejo com uma subida de 18% e Algarve mais 15% são os destinos com maior aumento neste indicador em Dezembro último.

Com uma subida homóloga de 11%,tendo atingido os 31 euros, o RevPar mais elevado manteve-se em Lisboa (46 euros), Madeira (43 euros) e Grande Porto (33 euros), enquanto a receita média por turista foi de 107 euros (mais 6% do que em Dezembro de 2015) e a estada média de 1,78 dias, mais 5% do que no período homólogo.

De acordo com o Hotel Monitor, a receita total por quarto disponível (TrevPar) foi, no mês de Dezembro do ano passado, de 50,4 euros, representando um aumento de 9% face ao mesmo mês do ano anterior.