AHP: Ocupação, RevPar e TrevPar com ?subidas ligeiras? em Fevereiro

De acordo com os dados da AHP ? Associação da Hotelaria de Portugal, os indicadores hoteleiros de Fevereiro, nomeadamente no que se refere à ocupação por quarto, RevPar e TravPar, registaram ?subidas ligeiras? em Fevereiro, comparativamente com o mês homólogo do ano passado. A taxa de ocupação de Fevereiro situou-se nos 41,20% o que correspondeu a uma subida homóloga de 3,83%. O preço médio por quarto disponível (RevPar) aumentou 2,86% para 22,31 euros, enquanto a receita total por quarto disponível (TrevPar), registou uma subida de 3,28% para 34,97 euros, No entanto, Fevereiro trouxe também alguns indicadores negativos, já que o preço médio por quarto ocupado desceu 0,95%, e a receita média por turista no hotel, que se fixou nos 93,00 euros/ dia baixou 2,11% comparativamente ao mesmo mês do ano passado. Quanto ao acumulado dos dois primeiros meses do ano, o preço médio por quarto ocupado foi de 54,44 euros e o RevPar (preço médio por quarto disponível) de 20,20 euros, o que reflectiu descidas homólogas de 3,63% e 2,65% respectivamente. A taxa de ocupação quarto foi de 37,11%, reflectindo uma subida de mais 1,03% A receita média por turista no hotel por mês diminuiu 3,06%, atingindo os 95,00 euros e a receita total por quarto disponível (TREVPAR) foi de 31,34 euros, valor que representa uma diminuição 2,61% face ao período homólogo de 2012. Cristina Siza Vieira, presidente da Direcção Executiva da AHP, comenta a propósito que ?a receita média por turista no hotel diminuiu cinco euros, este ano, só de Janeiro para Fevereiro, o que demonstra o período de retracção de consumo que a Europa e Portugal, atravessam e que afecta directamente a receita média do turista na hotelaria. O sector está a centrar-se nas motivações principais dos mercados. Sabemos que o lazer, recreio e férias são os principais motivos, correspondendo a 78,73% das dormidas em 2012, e que 15,52% vieram em negócios?. A responsável declara ainda que os Spas & Thalassoterapias são uma área de negócio dos hotéis em crescimento, sublinhando que em 2012 ?59% do total das vendas realizaram-se a um preço médio por massagens vendidas de 55,65 euros. Segundo a tipologia dos clientes dos Spas, 70% enquadra-se no perfil clientes-hóspedes, 25% são clientes externos e 5% clientes-sócios?. M.F.