AHP Tourism Monitor: Novembro trouxe aumento da estada média

Taxa de ocupação, preço médio por quarto disponível e quarto ocupado, receita média por turista, foram indicadores que cresceram em Novembro em termos homólogos, à semelhança de meses anteriores. A novidade que o AHP Tourism Monitor traz relativamente ao mês em análise é o aumento da estada média, que não acontecia desde Abril.

“A hotelaria nacional manteve o ritmo de crescimento evidenciado até Novembro, o que nos faz crer que vamos fechar o ano de 2015 com melhores resultados na performance hoteleira do que 2014”, comenta Cristina Siza Vieira, presidente executiva da AHP, que dos resultados de Novembro destaca “o crescimento da estada média (+2,26%)”. Sublinha aliás que “mesmo no Verão a estada média dos hóspedes nos hotéis diminuiu perante 2014. Em Novembro, um mês tradicionalmente menos bom para a hotelaria, registou-se comportamento inverso”.

A responsável acrescenta no entanto que “esta manifestação não foi suficiente para inverter a tendência: a duração da estada é o único indicador em queda no acumulado de Janeiro a Novembro. O que demonstra que temos de continuar a trabalhar para aumentar o tempo de estada dos turistas nos hotéis portugueses, que, em termos de média nacional, não chega às 2 noites”.

Ainda no que respeita ao mês de Novembro, a taxa de ocupação por quarto subiu 1,74 p.p. em termos homólogos, situando-se nos 52,15%, com os três estrelas a serem a única categoria a registar variação negativa: -1,98 p.p.

Madeira com 80,16%, Lisboa (64,22%) e Grande Porto (55,99%) foram os destinos turísticos a registar as taxas de ocupação mais elevada.

O preço médio por quarto ocupado subiu 6,23% para 61,94€ e o RevPar aumentou 9,9% para 32,30€. Os destinos turísticos com o RevPar mais elevado foram Lisboa (49,54 euros), Madeira (47,78 euros) e Grande Porto (33,61 euros).

Já a receita média por turista no hotel foi de 98€ (mais 7,69% do que em Novembro de 2014) e a estada média de 1,81 dias, valor superior a 2,26% face ao verificado no período homólogo.

No acumulado de Janeiro a Novembro a taxa de ocupação quarto foi de 67,24%, com uma subida homóloga de 2,68 p.p. O preço médio por quarto ocupado foi de 75,52€ (+ 9,85% do que em 2014) e o RevPar alcançou os 50,78€ (+14,42%). A receita média por turista no hotel por mês atingiu os 106€, revelando um aumento homólogo de 6%.