AHP Tourism Monitors destaca crescimento dos hotéis de 2 estrelas em Novembro

O AHP Tourism Monitors referente ao mês de Novembro de 2017 destaca o crescimento dos hotéis de 2 estrelas tanto no que se refere às taxas de ocupação como no RevPar, mês em que a hotelaria nacional registou crescimento da taxa de ocupação em todas as regiões, evidenciando destinos como o Alentejo, Viseu e o Oeste.

A taxa de ocupação quarto subiu no total 4 p.p. face ao mesmo mês de 2016, tendo atingido os 61%, com destaques para a Madeira (81%), Lisboa (75%) e Grande Porto (66%), com as unidades de 2 estrelas a registarem aumentos de 11,1 p.p. comparativamente ao Novembro do ano anterior.

Nesta análise do AHP Tourism Monitors, publicada esta segunda-feira, o ARR (preço médio por quarto ocupado) fixou-se nos 74 euros, traduzindo-se num crescimento de 8% face ao período homólogo, enquanto o RevPar registou uma subida de 15%, tendo chegado aos 45 euros. A estada média fixou-se nos 1,90 dias a nível nacional, menos 1% do que em igual período do ano anterior.

Ao comentar estes resultados, Cristina Siza Vieira, presidente executiva da Associação da Hotelaria de Portugal, considera que “como se esperava, o mês de Novembro confirma a excelente performance da hotelaria nacional em 2017”.No entanto, alerta que “temos de continuar a trabalhar, sobretudo para conseguirmos inverter o ciclo da estada média, estamos a cair há quatro meses consecutivos, e continuarmos a posicionarmo-nos em preço”.

A executiva sublinha ainda que “a questão da sazonalidade em muitos destinos ainda é uma preocupação, pois se olharmos para o mês de Outubro, a nível nacional, tivemos uma taxa de ocupação a rondar os 80% e em Novembro ficámos nos 61%”.