AHRESP em audiência com a Troika para mostrar ?desastre? do sector

Insistindo em que o sector não aguenta uma taxa de IVA a 23%, a direcção da AHRESP esteve ontem reunida com a Troika tendo alertado para ?a urgência da redução do IVA? que considera ser ?a única hipótese de sobrevivência para milhares de restaurantes e defesa de mais algumas dezenas de milhares de postos de trabalho?. Durante a reunião a AHRESP recebeu ?a confirmação de que esta medida é da inteira e exclusiva responsabilidade do Governo, pois nunca constou do memorando negociado com a Troika?, lê-se em comunicado da Associação. ?Queremos acreditar que os representantes da Troika foram sensíveis aos argumentos e aos números constantes dos estudos que lhes apresentámos, restando-nos a esperança de que possam também eles sensibilizar o Governo português para o erro crasso que representa a teimosia de manter o IVA à taxa máxima, com resultados tão nefastos ao nível da economia e das contas públicas?, explicou Mário Pereira Gonçalves, presidente da AHRESP. Entretanto, a Direcção da AHRESP tem agendada para segunda-feira uma reunião com representantes do PSD, igualmente com o objectivo de sensibilizar o principal partido que suporta o Governo para ?as reais vantagens da descida do IVA no sector?. M.F.