Air France aumenta frequências para Lisboa

A Air France celebrou 70 anos de presença em Portugal, no dia 17 de Maio, na Estufa Fria em Lisboa. No acontecimento, que contou com a presença de Bruno Georgelin, director-geral da Air France KLM para Espanha e Portugal, e Fernando Bessa, director da Air France KLM para Portugal, foi anunciado o incremento de capacidade em 5% para este Verão do Grupo Air France KLM em Portugal.

Foi a 15 de Maio de 1946 que partiu de Paris o primeiro avião da companhia Air France em direcção a Lisboa, um DC-3 com escala em Bordéus. A 6 de Fevereiro de 1948 a ligação entre as duas cidades para a ser directa, com uma frequência semanal. Desde então a companhia tem vindo a construir “uma forte ligação entre França e Portugal”, atesta Bruno Georgelin, que continua “temos levado Portugal para o resto do mundo e o resto do mundo para Portugal”.

Para o Verão 2016 o Grupo Air France KLM em Portugal aumentou a sua capacidade em 5%, comparativamente com o período homólogo de 2015. O programa Air France visa um aumento de quatro para sete voos diários entre Lisboa e o aeroporto de Paris-Charles de Gaulle, frequência mais alta alguma vez registada para a companhia em Portugal.

O aumento representa um total de 5.000 lugares entre as duas capitais, em voos operados por Airbus A319, A320 e A321, o maior avião com que a companhia opera nas suas rotas europeias, com cerca de 190 lugares. Tal acontece devido à “constante procura pelo mercado português”, afirma Fernando Bessa.

O Grupo e a sua filial Transavia fornecem mais de 6.000 lugares por dia, em 23 voos diários, entre os quatro aeroportos portugueses e a Europa, nomeadamente França e Holanda. A Transavia através do Porto, Faro e Funchal, e Lisboa com voos operados pela Air France, KLM e Transavia.

Durante a celebração falou-se também em investimento, com mil milhões de euros a terem sido aplicados na melhoria de todas as cabines de longo curso. A Air France pretende ser uma “referência mundial em termos de serviço, em termos de conforto, em termos de qualidade”, segundo Bruno Georgelin.

Neste seguimento, foi apresentada a nova poltrona-cama Business Class, presente no local para experiência. Esta é um novo conceito de “casulo no céu”, que aposta em “full flat”, com cama horizontal em 180°, “full access”, com todos os passageiros a terem acesso ao corredor, e também “full privacy”, num espaço que aposta na privacidade individual. As cabines usufruem de um ecrã touch screen, de 16 polegadas, com interface disponível em português.