Air Transat alerta sobre alterações na entrada de turistas no Canadá

A companhia aérea canadiana Air Transat, representada em Portugal pela ATR (Actividades Turísticas e Representações), alerta que os viajantes que não possuem passaporte canadiano, cartão de residente permanente ou visto válido, necessitam de uma autorização electrónica de viagem.

O novo requisito de entrada, obrigatório desde o dia 10 de Novembro de 2016, aplica-se aos cidadãos estrangeiros com isenção de visto que voem para o Canadá, sendo emitido pelo Governo do Canadá.

Assim, antes de viajarem para o Canadá, os viajantes devem solicitar uma eTA, preenchendo um formulário de pedido online, disponível em Canada.ca/eta. Este documento será exigido na partida, antes do embarque, juntamente com um passaporte válido.

“Os requerentes elegíveis para a eTA devem ter um passaporte válido, um endereço de e-mail e um cartão de crédito (a eTA tem um custo de CA $7) para preencher o formulário online. A maioria dos requerentes recebe a respectiva aprovação eTA numa questão de minutos”, explica a Air Transat.

Os portadores de um passaporte canadiano, de um Cartão de Residente Permanente (PRC) canadiano ou de um visto canadiano válidos, tal como os cidadãos americanos, não são elegíveis para a eTA e devem apresentar os seus documentos originais para viajar.

A Air Transat “recomenda vivamente que os viajantes elegíveis solicitem a eTA no momento da reserva do voo e verifiquem o estado do respectivo pedido no site oficial do Governo do Canadá, em Canada.ca/eta e que se apresentem nos balcões de check-in, pelo menos, três horas antes da hora de partida prevista.