airBaltic quer passar de sazonal a anual a sua operação para Lisboa

A airBaltic quer passar rapidamente de uma operação sazonal entre Riga e Lisboa para voos durante o ano inteiro. Esta é a convicção de Agita Kurzeme Vitola, sales manager da companhia aérea para os países do Norte da Europa, Benelux e Reino Unido.

Representada em Portugal pela ATR – Actividades Turísticas e Representações, do Grupo Springwater, a airBaltic assinalou esta terça-feira o início da sua operação sazonal de Verão entre Riga e Lisboa, numa cerimónia que decorreu no aeroporto Humberto Delgado, a que assistiram representantes da companhia, o director-adjunto daquela infra-estrutura aeroportuária, Nuno Ferreira, o director-geral da ATR, Artur Sousa, bem como vários operadores turísticos presentes em Portugal.

Esta convicção de Agita Kurzeme Vitola deve-se ao facto do primeiro voo entre as capitais da Letônia e de Portugal ter-se realizado completamente lotado, no novíssimo aparelho Bombardier CS300, com capacidade para 145 lugares.
Esta operação sazonal, que irá manter-se até 26 de Outubro, conta com duas frequências semanais, às terças e sextas-feiras, com a duração de cerca de quatro horas e meia.

Fundada em 1995, tendo-se transformado rapidamente numa das companhias com o crescimento mais rápido nos Países Bálticos, a transportadora aérea letã tem sede no Aeroporto Internacional de Riga, na capital da Letónia, o maior aeroporto dos Países Bálticos, construído em 1973, que se destaca pelo seu design prático e compacto, permitindo que as ligações aos voos seguintes sejam fáceis e rápidas.

Em 2017, a airBaltic transportou mais de 3,5 milhões de passageiros na sua frota constituída pelos Boeing 737-500 (120 lugares), Boeing 737-300 (146 lugares), o Bombardier Q400 Next Gen (76 lugares) e os Bombardier CS300 (145 lugares). Os primeiros oito aviões que serão usados nos voos de Lisboa chegaram às mãos da companhia em Fevereiro último, enquanto os restantes, de uma encomenda total de 20 serão entregues até final do próximo ano.
Com mais de 20 parceiros code-share, a airBaltic permite que os seus passageiros viajem para a maior parte dos destinos no mundo.

Presentemente, oferece voos directos para mais de 70 destinos a partir de Riga, 6 destinos a partir de Vilnius e 6 destinos a partir de Tallinn. Os destinos que merecem destaque para o mercado português, para além de Riga, são Tallinn, Vilnius, Helsinki, Tampere e Turku.

Durante a breve cerimónia em que Edgars Kruzmans, da 3K Management, DMC na Letónia mostrou as potencialidades turísticas da região, que podem ser combinadas numa mesma viagem, o director adjunto do Aeroporto de Lisboa, realçou o forte potencial da ligação aérea para os dois destinos europeus, enquanto Artur Sousa lembrou aos operadores turísticos presentes que a airBaltic pode ser um bom parceiro para viagens não só para Riga, Tallinn (Estónia) e Vilnius (Lituânia), como também para a Escandinávia.