AirHelp: passageiros da Ryanair podem ter direito a compensações

Os passageiros da low cost Ryanair afectados pelo anunciado cancelamento de milhares de voos podem ter direito a compensações até 400€, independente do preço do bilhete. Esta é a posição da AirHelp, empresa especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos.

Face ao anúncio feito pela Ryanair de que irá cancelar mais de 50 voos por dia nas próximas seis semanas, o que, Segundo a companhia, sera feito “para manter a pontualidade”, Bernardo Pinto, Country Manager de Portugal e Brasil da AirHelp, empresa especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos e líder mundial na obtenção de compensações por perturbações em voos, afirma que “os passageiros afectados podem ter direito a uma compensação de até 400€ independentemente do preço do seu bilhete de avião, se a companhia emitiu o aviso num prazo inferior a 14 dias da data do voo”.

Com o cancelamento de voos, “a Ryanair pretende melhorar a sua performance prejudicando os seus próprios clientes”, sublinha o responsável, alertando que os passageiros devem “prestar atenção sobre quando receberam a notificação por escrito do cancelamento do voo por parte da Ryanair”. Esta notificação, explica Bernardo Pinto, “tem de ser feita a cada passageiro individualmente. Um anúncio geral não é suficiente. A companhia aérea tem de oferecer uma rota alternativa que não pode partir duas horas antes nem chegar quatro horas depois do voo inicial, ou reembolsar o bilhete na totalidade, além da compensação monetária”.

A AirHelp informa que os atrasos ou cancelamentos de voos podem dar direito a compensações de até 600€, dependendo o valor da duração do atraso na chegada ao destino, da distância do voo e da razão que levou à perturbação.

Os interessados podem reclamar a sua compensação através do serviço da AirHelp até três anos após a data da ocorrência, através do link  https://www.airhelp.com/en/blog/boarding-pass-scanner/.