Airlines for Europe quer reforma das taxas aeroportuárias

Na Cimeira de Aviação que marcou o seu primeiro ano de existência, a Airlines for Europe (A4E) que reúne um vasto conjunto de companhias aéreas da Europa, entre as quais a TAP, apelou à União Europeia para reformar a Directiva das taxas aeroportuárias e a combater os efeitos negativos das greves dos controladores aéreos.

Reunidas na Cimeira no passado dia 8 de Fevereiro, as companhias aéreas que integram a A4E instaram também os governos a abolir taxas de aviação que no ano passado oneraram os passageiros em mais de 5,6 mil milhões de euros.

“Olhando para o ano que se seguiu ao lançamento da Estratégia de Aviação por parte da Comissão Europeia, a Europa ainda não atingiu um nível de voos que permita libertar o potencial do mercado único da aviação. Taxas de aviação que não são razoáveis e taxas aeroportuárias elevada, além de greves, têm penalizado os passageiros e o crescimento da economia e do emprego na Europa”, afirmou o director da A4E.

Para a Airlines for Europe, as greves dos controladores aéreos são um problema e instam a que, durante estas greves, os direitos dos passageiros sejam protegidos.  Neste âmbito, a A4E sublinha que 2016 foi um ano recorde em termos de greves: 41 dias de greve (217 desde 2010) levaram ao cancelamento de mais de 35 mil voos, o que afectou toda a Europa. Afirmando que as greves devem ser sempre o último recurso, a A4E insta a Comissão Europeia para que os direitos dos passageiros europeus sejam protegidos e para que trabalhe em conjunto com os Estados Membro, provedores de serviços de navegação aérea, sindicatos, entre outros, para que o impacto na vida dos passageiros seja minimizado.

Sobre as taxas, o director a A4E lembrou que o ano passado os passageiros pagaram mais de 5,6 mil milhões de euros em taxas. A propósito afirmou que “a Comissão Europeia sabe que as taxas sobre a aviação podem ter um impacto negativo em termos da competitividade e comprometeu-se a publicar um inventário de taxas para determinar o seu efeito na economia”. Além disso, a A4E pretende que a Comissão Europeia “apoie a abolição destas taxas danosas”.

A Airlines for Europe é a maior associação de companhias aéreas. Fundada em 2016 e com sede em Bruxelas, integra 16 transportadoras europeias, caso da TAP, Lufthansa, Air France KLM, entre outras, integrando também as low cost easyJet e Ryanair. Com objectivo de somar mais aderentes, as companhias da A4E transportam mais de 550 milhões de passageiros por ano, representam mais de 70% das viagens no continente europeu, operam 2.700 aviões e geram um volume de negócios acima dos 100 mil milhões de euros.