Algarve e Andaluzia promovem Descobrimentos

As regiões do Algarve e da Andaluzia juntaram-se para dar vida ao projecto “Descubriter – Rota Europeia dos Descobrimentos”, apresentado em Sagres na última sexta-feira. O projecto, que visa “levar os turistas a navegar pela epopeia que envolveu as duas regiões entre os séculos XV e XVII”, engloba acções como a criação de um museu interactivo virtual dos Descobrimentos, jornadas sobre o papel dos portugueses e andaluzes nas expedições marítimas da época e passeios a bordo de réplicas de embarcações históricas. Acções que, na sua maioria, estão ainda, e só, no papel, que deverão ser postas em prática até ao final do próximo mês de Julho. Para isso, será necessário um investimento de cerca de 450 mil euros, co-financiados a 75% pelo Programa Operativo de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal 2007-2013 (POCTEP). Tendo como objectivo promover a cultura, a história e o património das navegações do território de onde partiram as primeiras expedições marítimas do mundo, esta nova rota turística liga sete entidades do território ibérico: Fundación Nao Victoria, Prodetur (Diputación de Sevilla), Ayuntamiento de Palos de la Frontera, Turismo do Algarve, Direcção Regional de Cultura do Algarve, Câmara Municipal de Vila do Bispo e Promosagres. Para o presidente do Turismo do Algarve, Desidério Silva “Este é um projecto lúdico de grande envergadura, e com rigor histórico, que está a ser desenvolvido por uma equipa transfronteiriça que inclui entidades algarvias. É uma iniciativa que vai certamente valorizar o património luso-espanhol”. M.F.