Algarve: número de hóspedes aumentou 1,3% em 2012 com quase 70% de estrangeiros

De acordo com o relatório ?Algarve conjuntura turística?, a hotelaria algarvia recebeu em 2012 cerca de 3,05 milhões de hóspedes, o que reflectiu um aumento de 1,3% face ao ano anterior. Como aconteceu em todo o país, os estrangeiros estiveram em maioria. Dos mais de 3 milhões de hóspedes recebidos o ano passado pelos estabelecimentos hoteleiros algarvios, 68,4% foram estrangeiros, sendo que destes 40% eram provenientes do Reino Unido que continuou a ser o primeiro mercado gerador de turistas para a região. Os mercados que registaram maiores subidas do número de hóspedes, face a 2011, foram a Irlanda (+18,4%), a França (+17,4%) e a Alemanha (+12.3%). No pólo oposto, e contrariando a tendência positiva da generalidade dos mercados estrangeiros, o número de hóspedes espanhóis registou uma contracção de 20,5%, percentagem que se traduziu em -56.757 hóspedes originários de Espanha relativamente a 2011. No total, foram registados 219.592 hóspedes espanhóis, número que, de acordo com o relatório foi o ?mais baixo desde 2008?. Também segundo a análise do relatório ?para esta situação muito poderá ter contribuído a introdução de portagens na A22 (Via do Infante)?. Apesar de ter registado uma quebra de 8,5%, o mercado português continuou a ter um peso bastante signicativo, contribuindo com 31,6% para o número total de hóspedes recebidos o ano passado pelosa estabelecimentos hoteleiros da região. Por tipologia de estabelecimento, diminuiu o número de hóspedes nos hotéis contrastando com as subidas registados nos hotéis-apartamentos, nos aldeamentos e nos apartamentos turísticos. Quanto às dormidas, foi registado um aumento de 2,6% face a 2011, para 14,35 milhões. Uma vez mais, o Reino Unido foi o principal mercado, com uma quota de cerca de 32% do total de dormidas. A taxa de ocupação média anual baixou 1,4 p.p. fixando-se nos 40,8%, em consequência ?do aumento do número de camas disponíveis?, observa o relatório. A estada média hotelaria global aumentou de 4,6 para 4,7 noites. Os holandeses foram os turistas que permaneceram mais tempo no Algarve, com uma média de 7,3 noites, seguidos dos alemães com 5,7 noites. O relatório observa ainda que ?o aumento do número de hóspedes oriundos de países como Reino Unido, França, Escandinávia, Bélgica e Alemanha não foi acompanhado do respectivo aumento das dormidas, o que se traduziu numa diminuição da sua estada média?. Os proveitos hoteleiros atingiram cerca de 589 milhões de euros, + 19,3 milhões que em 2011, enquanto o RevPar subiu 1,1% para 37,6 euros. M.F.