ANA aumenta taxas em Novembro e Dezembro nos Aeroportos de Lisboa e Porto

Um acréscimo de tráfego acima do que foi estimado para ambos os aeroportos é a justificação dada pela ANA para este aumento de 7 e 5 cêntimos por passageiro, respectivamente em Lisboa e Porto. Trata-se de um aumento “pontual e limitado a dois meses” e sem implicação nas taxas a propor para 2017, que se fica a dever, segundo a gestora dos aeroportos, ao facto de as taxas actualmente cobradas serem “inferiores ao devido”.

A ANA informou esta terça-feira que nos próximos meses de Novembro e Dezembro vai proceder ao aumento das taxas praticadas nos aeroportos de Lisboa e do Porto. Este aumento vai reflectir-se num acréscimo de 7 cêntimos por passageiro em Lisboa e 5 cêntimos no Porto.

A justificar este aumento está, segundo a ANA “o crescimento de tráfego aéreo” que “em 2016 deverá ficar 8,7% acima do que foi estimado inicialmente”. Face a este crescimento, de acordo com a informação veiculada pela empresa que gere os aeroportos portugueses, “as taxas aeroportuárias são, nesta altura, inferiores ao devido, sobretudo nos aeroportos de Lisboa e Porto” por terem sido calculadas, em 2015, tendo “por base um cenário muito conservador de crescimento do tráfego”.

Assim, o ajustamento visa “recuperar parte da receita regulada não cobrada por via da variação do volume de tráfego”. Com o aumento a decorrer nos dois últimos meses do ano, pretende-se, afira a ANA, “minimizar os impactos” para o cliente, Evitar a acumulação de desvios tarifários e “garantir a continuidade dos investimentos em curso, com vista ao aumento da capacidade e da qualidade dos aeroportos”. A propósito a ANA recorda os seus projectos de investimento para 2017, que irão orçar em mais de 72 milhões de euros.

A ANA lembra ainda que até ao final deste mês vai “lançar o processo de consulta a todos os utilizadores para a fixação das taxas para 2017, não tendo o presente ajustamento, que é pontual e limitado a dois meses, qualquer implicação nas taxas a propor para 2017”.