Angola cria grupo de trabalho para aligeirar vistos

O grupo de trabalho criado pelo governo angolano para estudar as medidas necessárias ao aligeiramento da concessão de vistos aos turistas deverá apresentar as suas propostas até Dezembro, segundo noticia a Agência Lusa.

Facilitar a entrada de turistas no país e, através disso, captar mais receitas é o objecto da agilização na atribuição de vistos que o governo angolano pretende introduzir. Neste âmbito foi criado um grupo de trabalho “para aligeirar o sistema de atribuição de vistos para turismo”. De acordo com a Lusa, este grupo é liderado pelo ministro do Interior e integra, entre outros, os directores dos serviços de Inteligência Externa, de Inteligência e Segurança do Estado e de Migração e Estrangeiros e os ministros das Relações Exteriores e da Hotelaria e Turismo.

O despacho do presidente da República, José Eduardo dos Santos, que cria este grupo, reconhece a “necessidade de melhorar e agilizar o sistema de atribuição de vistos de turismo”, para que os destinos turísticos angolanos “fiquem à disposição dos turistas nacionais e internacionais”, cita a Agência Lusa.

O mesmo despacho admite igualmente que há ” alguns factores que devem ser removidos para que os programas sejam concretizados”, especialmente “no âmbito da captação de receitas”, tendo em vista a diversificação da economia angolana.

O grupo de trabalho tem como missão a realização de “um estudo sobre o sistema de vistos de outros países que dominam o turismo” e a criação de um “sistema de concessão de vistos de turismo em Angola, que permita aligeirar o processo actual, com base na legislação em vigor”.