ANT rejeita entrada de novos actores na promoção turística

Eleitos por unanimidade a 26 de Abril, tomaram posse esta quarta-feira os novos órgãos sociais da Associação Nacional do Turismo (ANT) presididos por Francisco Coelho, em representação do Turismo dos Açores / ATA. Na tomada de posse, o novo presidente considerou prioritária a descentralização no turismo e rejeitou a entrada de novos actores no processo turístico regional.

“Considera-se prioritário encetar um diálogo construtivo com o Estado, com vista também a, no sector do Turismo, iniciar-se um processo de descentralização, transferindo para as organizações regionais as competências e os meios actualmente concentrados na administração central, com soluções varáveis tendo em conta as diferentes realidades regionais”, afirmou Francisco Coelho.

Na tomada de posse, o novo presidente da ANT deixou claro que as regiões de turismo rejeitam a entrada de novos actores no turismo regional como na promoção. “Rejeitamos a inclusão de novos actores no processo turístico regional, nomeadamente a nível da promoção turística, de forma a evitar a dispersão, duplicação e multiplicação de intervenções e o desperdício de recursos”.

Sublinhando que a ANT vai “oferecer um contributo activo para alguns temas fundamentais para o desenvolvimento sustentável do Turismo”, nomeadamente no que se refere à valorização do trabalho, às acessibilidades, e também no que toca a “estratégias e políticas, adequadas para garantir a sustentabilidade do Turismo em todo o território nacional”.

Colocar na ordem do dia a descentralização no sector, dignificar as organizações e afirmar a componente regional do turismo, serão os eixos de actuação desta entidade ao longo dos próximos dois anos. Para isso, segundo avançou o nosso presidente, as Agências Regionais de Promoção Turística que ainda não integram a ANT vão ser convidadas a associarem-se a um projecto que afirmou ser “agregador e convergente para o desenvolvimento turístico regional e nacional”.

Os novos corpos sociais da Associação Nacional de Turismo passam agora a ter a seguinte composição:

 

Corpos Sociais ANT para o biénio 2018-2020

Direcção

Presidente – Turismo dos Açores/ATA, representada por Francisco Coelho, presidente

1º vice-presidente – Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa, representada por Vítor Costa, presidente

2º vice-presidente – Turismo do Porto e Norte de Portugal, representada por Melchior Moreira, presidente

Vogal – Turismo do Alentejo/Ribatejo -ERT, representada por António Ceia da Silva, presidente

Vogal – AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, representada por Carlos Moura, vice-presidente

Suplente – DRT – Direcção Regional de Turismo da Madeira, representada por Dorita Mendonça

Assembleia Geral

Presidente – Região de Turismo do Algarve, representada por Desidério Silva, presidente

Vice-presidente – Associação dos Comerciantes do Porto, representada por Nuno Camilo

Secretário – ARAC – Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor, representada por Joaquim Robalo de Almeida

Conselho Fiscal

Presidente – Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, representada por Pedro Machado, presidente

vice-presidente – NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve, representada por Vítor Neto, presidente