António Costa e Rui Rio destacam importância do protocolo de promoção conjunta

Os presidentes das autarquias de Lisboa e do Porto, respectivamente, António Costa e Rui Rio, consideraram ontem de ?extrema importância” a assinatura do protocolo que vai reger a promoção conjunta das duas cidades junto de mercados externos. Para Rui Rio trata-se, antes de mais, de “aproveitar sinergias e fazer a promoção conjunta do destino Porto e do destino Lisboa”. Afirmando que ?faz todo o sentido para um turista visitar as duas cidades, o presidente da Câmara do Porto declarou ainda que “vender este produto conjunto é no interesse de Lisboa, é no interesse do Porto e é, seguramente, também no interesse de Portugal”. ?A assinatura deste protocolo é importante para a promoção turística das duas cidades e para a economia do próprio país. Porto e Lisboa são duas marcas e queremos vendê-las lá fora em conjunto, para que quem vem ao Porto venha a Lisboa e quem vem a Lisboa possa ir ao Porto?, explicou Rui Rio, para quem é importante unir esforços de forma a que se possam potenciar ambos os destinos no exterior. Sublinhando que o turismo é ?nuclear? para ajudar o país a sair da crise em que se encontra, Rui Rio considerou correcto que as acções de promoção conjunta comecem por mercados de proximidade – ?é assim que se deve começar?, afirmou. Avançou no entanto que, “no futuro próximo podemos aspirar a voos um pouco mais altos e um pouco mais sustentáveis a longo prazo, através da aposta em mercados um pouco mais longínquos e mais sustentados ? nas economias emergentes”. Para António Costa, a assinatura deste protocolo ?é um bom exemplo de cooperação e de esforço conjunto para promover o que temos de melhor e é também “um bom exemplo do que as cidades vão ter que fazer no futuro, cooperando entre si”. Sublinhando que “Lisboa e Porto não competem entre si, antes se complementam?, António Costa afirmou não ter dúvidas de que as duas cidades são mais fortes em conjunto do que separadamente, nomeadamente no que ao turismo se refere. Afirmando esperar “que este seja o primeiro de muitos protocolos”, o autarca de Lisboa afirmou ainda que, com esta iniciativa, “estamos a fazer um esforço conjunto para a promoção das nossas cidades que significa também mais promoção para o nosso país”. M.F.