António Costa: Se PS for governo “tudo fará” para impedir privatização da TAP

Em entrevista ao Jornal das Restauração da TVI, António Costa, líder do Partido Socialista voltou a criticar aquilo a que há dias denominou de teimosia do governo em privatizar a TAP e garantiu que, se o PS for governo, “tudo fará” para que a maioria do capital da TAP não seja alienada.
“O meu governo tudo fará para impedir que se consolide na esfera jurídica a alienação da maioria do capital da TAP”, afirmou ontem o secretário-geral do PS, António Costa, em entrevista à TVI. Sublinhando que “Portugal não pode perder o controlo da maioria do capital desta empresa”, o líder do PS deixou a promessa de que, no caso do Partido Socialista vencer as legislativas “não permitiremos que a TAP tenha mais de 51% de capital privatizado. O meu governo tudo fará para impedir a privatização da TAP”.
Ainda sobre a privatização da TAP, Costa disse esperar que o Governo não tome nenhuma decisão que seja “irreversível” depois das legislativas. Isto porque a visão do PS para a TAP, ao invés da privatização, passa por um aumento de capital que seja depois disperso em bolsa por privados, mas com o Estado a manter um controlo maioritário sobre a empresa.
Classificando de “desastrada e desastrosa” a actuação do governo no que toca à privatização da TAP, o líder do PS disse ser “preciso travar isto”. Já relativamente à greve dos pilotos classificou-a de “injustificada, desproporcionada e extremamente negativa para o país”.
M.F.