APAVT divulga programa do 43º Congresso em Macau

A APAVT acaba de divulgar o programa do seu 43º Congresso Nacional que decorre de 23 a 27 de Novembro em Macau, na China, tendo como tema “Turismo: A Oriente tudo de Novo”. A cerca de um mês do seu início, e com as inscrições ainda a decorrerem, o congresso conta já com cerca de 650 inscritos, e do seu programa faz parte um workshop de negócios Portugal-China em que participarão várias agências de viagens chinesas.

A abertura solene está marcada para as 09h00 de 23 de Novembro, na Torre de Macau, com intervenções de Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT, da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho e do SASC da Região Administrativa Especial de Macau, Alexis Tam.

Segue-se a primeira sessão de trabalhos que abordará o tema “Os desafios e a responsabilidade de ser português”, com intervenções de Jaime Nogueira Pinto (politólogo e empresário) e Jaime Gama (ex-presidente da Assembleia da República e ex-ministro). A tarde será depois preenchida com o workshop Portugal-China, um encontro entre o incoming português e o outgoing chinês, e vice-versa, que vai contar com representantes das agências de viagens de Beijing, Jilin, Henan, Shanxi, Guangdong, Fujian, Hainan, Gansu, Ningxia, Liaoning, Guangxi, Yunnan, Sichuan e Heilongjiang.

No dia seguinte, a manhã será ocupada com o tema “A transformação digital no caminho das oportunidades” que terá como orador Paulo Amaral, professor universitário e empresário. À tarde, no painel que abordará “O papel do Turismo na reinvenção do crescimento económico em Portugal”, a palestra estará a cargo de Augusto Mateus (ex-ministro e consultor).

Seguem-se os painéis “Losing sight of share”, com Natalia Cohen, recordista mundial da travessia do Pacífico, e “O valor económico da distribuição turística em Portugal”, com a economista Sandra Primitivo.

No dia 25 os congressistas ficarão “À conversa com… Diogo Lacerda Machado”, advogado e administrador de empresas, a que se seguem as solenidades de encerramento. A tarde será preenchida com um peddy paper “À descoberta de Macau”, com todos os congressistas a tirarem uma foto de grupo nas Ruínas de São Paulo.

Porque um congresso não é apenas trabalho, e até aproveitando estar-se em Macau, o dia 26 fica reservado a uma excursão de dia inteiro.

Do programa fazem também parte os tradicionais jantares patrocinados, o de boas-vindas, é oferecido pelo Governo de Macau, outro será oferecido pela RAEM e a Travelport, como habitualmente, oferece o jantar de encerramento. Os almoços são da responsabilidade do Turismo de Macau.

Para a APAVT, “o congresso deste ano reflecte nos seus painéis a transversalidade desta actividade, voltando a assumir-se como o mais importante fórum do sector turístico nacional”. Assinala ainda a Associação que “a 43ª edição do nosso congresso conta já com mais de 640 inscritos, sendo previsível que finalize acima de 700 congressistas, com uma representatividade de agências de viagens que ultrapassa os resultados dos últimos 20 anos”. Tal sucesso nas inscrições, justifica a entidade, “obrigou a condicionar a aceitação de novas inscrições à disponibilidade de alojamento que, caso a caso, consigamos obter, facto que acontece pela primeira vez na história deste evento”.