APHORT acusa Sindicato de querer “mediatismo”

Em comunicado enviado às redacções, a APHORT acusa o Sindicato de Hotelaria do Norte de estar “mais empenhado em alcançar protagonismo mediático que chegar a acordo”. Em causa está a proposta deste Sindicato em “aplicar salários mais baixos em Lisboa do que no Porto”, recusada pela Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo.
Na passada terça-feira, “o Sindicato optou por abandonar as negociações com a APHORT, mostrando-se inflexível na sua exigência de salários mais baixos em Lisboa que no Porto”, revela o comunicado da Associação.
Para o Sindicato, entende a Associação, “essa exigência materializar-se-ia numa vantagem competitiva para as empresas de Lisboa, situação com a qual a Associação não pode compactuar” e que, aliás, “rompe com uma das principais bandeiras da própria CGTP, o que a Associação regista com alguma estupefacção”.
Assim sendo, a APHORT, “perante este comportamento, chega à conclusão de que este [sindicato] não pretende alcançar nenhum acordo mas sim obter protagonismo através das acções de rua (…) que mais uma vez se realizam à porta de reconhecidas unidades hoteleiras da cidade do Porto que cumprem o Contrato Colectivo de Trabalho, pagando até acima da tabela salarial definida e estabelecendo aumentos salariais anuais”.
Neste contexto, a APHORT “lamenta que os dirigentes sindicais cedam à tentação do mediatismo fácil (…) em detrimento de um acordo que defenda os reais interesses dos trabalhadores”.
S.C.F.