APHORT pede persistência de Pires de Lima na descida do IVA na restauração

As associações representativas do sector da restauração não se conformam com a manutenção da taxa de IVA a 23%. Assim, e depois de ter pedido a Pires de Lima um esclarecimento sobre a situação, a APHORT pede agora ao ministro da Economia seja persistente na descida da taxa. ?A APHORT julga poder concluir das palavras de Pires de Lima que esta foi uma decisão conjuntural e que o ministro voltará a pôr o assunto em cima da mesa assim que se proporcione?, diz a Associação em comunicado, lembrando até que o ministro ?justificou a manutenção da taxa na restauração com a intransigência da troika na questão da meta dos 4% do défice para 2014?. No mesmo comunicado, a APHORT afirma esperar ?que o ministro da Economia, para além de ?soldado disciplinado e leal? do Governo, seja também o provedor do sector no Conselho de Ministros e, com persistência, volte a defender a baixa do IVA como medida essencial para garantir a sustentabilidade da restauração??. M.F.