Associação das Termas de Portugal adere ao Código Mundial de Ética do Turismo

A Associação das Termas de Portugal foi uma das associações seleccionadas para aderirem ao Código Mundial de Ética do Turismo, adesão que vai ser oficializada a 2 de Dezembro, no Hotel Palácio do Estoril, numa cerimónia de assinatura organizada pelo Turismo de Portugal e pela Organização Mundial do Turismo (OMT). ?Este marco reforça a importância do termalismo e do turismo de saúde e bem-estar, actividade que aproveita um recurso endógeno do país de forma sustentável, colocando à disposição dos turistas programas que vão desde a prevenção de doenças à estética, beleza e relaxamento, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida?, refere Teresa Vieira, presidente da Associação das Termas. Com a adesão, a Associação das Termas de Portugal assume o compromisso de respeitar os seus dez princípios, que incluem aspectos económicos, sociais, culturais e ambientais das viagens e do turismo. Actualmente, o Código Mundial de Ética do Turismo conta com a adesão de 175 empresas e associações de 19 países, nomeadamente Arménia, Bahrain, China, Costa Rica, Costa do Marfim, Equador, França, Alemanha, Hong Kong (China), Indonésia, México, Coreia, Roménia, Holanda, Tunísia, Turquia, Espanha e Uruguai. I.M.