Associação das Termas de Portugal congratula-se com tema do DMT

Comemora-se hoje o Dia Mundial do Turismo, subordinado ao tema ?Turismo e Água ? proteger o nosso futuro comum?. Um tema com o qual a Associação das Termas de Portugal se congratula, aproveitando para destacar a modernização dos balneários termais e a necessidade de o governo reconhecer o termalismo. Para a União Europeia, o termalismo é já um produto estratégico e Portugal, segundo a ATP tem tudo para ?dar cartas? neste segmento mas, segundo a presidente da Associação, Teresa Vieira, ?para Portugal ser um player relevante é urgente que o Governo, nomeadamente o Ministério da Saúde, reconheça o termalismo?. De acordo com a responsável, ?a Directiva Comunitária dos Cuidados da Saúde Transfronteiriços (2011/24/EU) entra já em vigor no próximo dia 25 de Outubro e as Estâncias Termais portuguesas preparam-se para aproveitar a oportunidade de internacionalização também por esta via. Para isso será necessário que na transposição da Directiva para a legislação portuguesa, o Termalismo constitua uma das valências terapêuticas integradas na lista de terapêuticas de referência reconhecidas pelo Sistema Nacional de Saúde?. Actualmente, Portugal conta com 34 estâncias termais em actividade, compreendendo cerca de 140 unidades de alojamento de diferentes tipologias, num total de quase 11.000 camas, prevendo-se até ao final do ano mais de 675.000 dormidas. Segundo a ATP, entre os anos 2000 e 2013 os investimentos no sector ascenderam a mais de 250 milhões de euros, estando em curso novos projectos e investimentos na promoção e comercialização no mercado interno e nos mercados internacionais prioritários como Espanha e Alemanha. Em comunicado, a ATP diz estar a realizar parcerias estratégicas com prestadores de serviços de saúde e de Turismo no sentido de desenvolver e promover ofertas de turismo de saúde competitivas nos mercados internacionais. M.F.

(Visited 2 times, 1 visits today)