Associação Portugal Heritage vai promover património cultural

A Associação Portugal Heritage, lançada esta sexta-feira, no Forte da Graça, em Elvas, no âmbito das comemorações do Dia Mundial do Turismo, vai estar focada na promoção do sector do património cultural português.

A apresentação pública da nova associação contou com as presenças da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, do presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, da directora de Bens Culturais da Direcção-Geral do Património Cultural, Maria Catarina Gomes Coelho, e do presidente da Fundação Millennium Bcp, Fernando Nogueira.

A Portugal Heritage, com sede em Évora, apresenta-se como uma associação privada sem fins lucrativos de lógica cooperativa, trabalhando na capacitação, na promoção e na valorização do património cultural e do tecido empresarial e institucional ligado a esta temática, tanto internamente, como num panorama internacional, e surge com o propósito de contribuir para a estruturação do sector do património cultural, criando um interlocutor de referência  no quadro das políticas dirigidas ou relacionadas com este recurso, possibilitando que os diversos players do sector falem a mesma voz, bem como propondo necessidades, prioridades e objectives essenciais na promoção e valorização deste riquíssimo património do nosso país.

A associação nasce da realização, desde 2013, em Portugal, da Feira do Património – evento que procurava agregar durante 3 dias, no formato de certame, os agentes actuantes no sector. No seu quarto ano de existência, 2016, a Feira passou a ter uma dimensão ibérica, com a denominação de Bienal Ibérica do Património Cultural – Bienal AR&PA, ocorrendo de forma alternada em Valladolid e em Portugal, esta de forma itinerante. Assim, a primeira acção da Portugal Heritage consiste na representação dos agentes portugueses presentes na Bienal de Novembro, apresentando, nomeadamente, um stand pela primeira vez partilhado pelas 3 instituições públicas – DGPC, Turismo de Portugal e AICEP.

Por outro lado, até ao final do ano, a Portugal Heritage apresentará uma candidatura aos Sistemas de Incentivo – Internacionalização Projectos Conjuntos com um plano a 2 anos, identificando mercados-alvo com missões inversas, missões empresariais e presenças em feiras.