ATR: Grande aposta este ano nas suas representadas Air Transat e Luxair

Não descura a promoção das 19 companhias que representa em Portugal, mas as grandes apostas da ATR – Actividades Turísticas e Representações, este ano passam pela consolidação da Air Transat e do destino Canadá, e maior implantação no mercado da sua mais recente representada, a Luxair.

Em declarações à turisver.com, à margem do roadshow de “Os Especialistas”, em Lisboa, Artur Sousa, managing director da ATR destacou que “temos que promover todas as nossas representadas, mas neste evento quisemos destacar que aumentámos a capacidade para o Canadá com a Air Transat, quer de Lisboa, quer do Porto”. A partir do próximo Verão, a Air Transat, vai passar a oferecer mais uma ligação directa entre Lisboa e Toronto, aumentando assim para 13 a sua operação semanal da capital portuguesa e do Porto para o Canadá.

Por outro lado, de acordo com o responsável “estamos a fazer um forcing em relação à Luxair, que tem voos directos para Lisboa e para o Porto, desde Luxemburgo, por forma a manter a operação rentável”.

Artur Sousa indicou ainda que com a Sundor para Telavive foram aumentadas frequências para cinco semanais em certas alturas do ano, ao mesmo tempo que a ATR pretende ainda reforçar a presença da Aer Lingus, “uma operação que tem corrido bem ano após anos, de Lisboa e de Faro. Havia expectativa da companhia começar a operar para o Porto, mas entretanto, não aconteceu.

O responsável destacou igualmente a operação da Qatar Airways, com aumento quer de capacidade quer de gateway, bem como o aumento de frequências da Aeromexico, “com tarifas muito interessantes para o mercado português finalmente”.

Com a Jet Airways, companhia aérea indiana, que está a apostar em novos hubs na Europa, “temos tido um forte crescimento para a Índia. O mercado está a crescer tanto ao nível do tráfego étnico como do turismo”, evidenciou.

A presença da ATR no roadshow de “Os Especialistas” tem por objectivo, segundo Artur Sousa “reforçar a nossa imagem e os nossos produtos, mas acima de tudo perceber as necessidades do agente de viagens e estar atentos ao que o mercado necessita”.