Aumento da oferta hoteleira em Lisboa: “Os empresários sabem o que estão a fazer”

Em resposta aos jornalistas sobre o eventual aumento excessivo da oferta de alojamento hoteleiro em Lisboa, durante a apresentação do balanço turístico da região, Fernando Medina disse que “as 20 novas unidades que vão abrir em Lisboa durante 2015 são uma resposta inequívoca dos empresários e investidores”.
Para justificar o “contínuo investimento na cidade, que este ano se traduz em mais 1600 camas”, Fernando Medina ‘puxou’ pela performance da região em dormidas “que subiu mais nos últimos anos que subiu a oferta de camas em hotelaria”.
Para o responsável da ATL e vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, “isto acontece porque a cidade tem hoje uma procura que justifica essa subida e tem também outras ofertas que não só hotelaria para suprir essa procura”.
Assim sendo, continua, “não me preocupa esse aumento”, tendo inclusive em conta que “as taxas de ocupação e o rendimento por quarto disponível em hotelaria têm subido, por isso creio que não há razões para temer, porque estamos numa fase de crescimento do sector”.
Mas houve outro argumento: “O aumento da oferta hoteleira que está a ser feito no centro da cidade por requalificação tipificada existente tem dado um extraordinário contributo para a oferta turística da cidade, como é o caso de Produtos e Serviços0 prédios na baixa lisboeta”.
S.C.F.