Bairro Alto Hotel apresentou remodelações e novo restaurante

O Bairro Alto Hotel, unidade de cinco estrelas no centro de Lisboa, apresentou ontem o resultados das remodelações levadas a cabo nos últimos dois meses e nas quais foram investidos 600 mil euros, com destaque para o novo restaurante Flores do Bairro, que mudou de conceito, carta e decoração. “É um restaurante para a cidade em vez de ser um restaurante de um hotel de cinco estrelas, tem um ambiente mais jovem e mais autêntico, tem muito mais a ver com o hotel e connosco do que o anterior. Está menos formal, mais descontraído mas continua a ter um serviço atencioso”, explicou Marta Tavares da Silva, administradora do Bairro Alto Hotel, após o almoço de apresentação para a comunicação social. Com as intervenções, que levaram ao total encerramento do hotel durante dois meses, tendo reabrindo a 1 de Fevereiro, o restaurante mudou de nome, passando agora a chamar-se Flores do Bairro, e mudou também a carta, agora mais direccionada para a cozinha tradicional portuguesa, além de ter passado a contar com uma nova decoração, mais moderna e actual. “O objectivo é que as pessoas não sintam o peso de jantar num restaurante de um hotel de cinco estrelas e daí também a necessidade de mudarmos o nome para quebrar aquela percepção que as pessoas tinham do antigo”, explicou a responsável, acrescentando que o objectivo era “fazer um restaurante mais tradicional e daí também o nome Flores do Bairro, que transmite uma maior proximidade e autenticidade”. Apesar de ser a face mais visível das intervenções, o restaurante não foi o único espaço a ser alvo de melhorias, uma vez que houve também trabalhos de conservação em todo o edifício, o que motivou um investimento de 450 mil euros, enquanto o investimento na requalificação da oferta, que incluiu a troca de colchões, televisões, alcatifas, cortinas, tapetes, restauro do mobiliário e a pintura de todo o edifício, foi de cerca de 150 mil euros. “Foi um investimento muito grande, tanto nas obras de qualificação como de remodelação”, diz Marta Tavares da Silva, revelando que, até à data, o feedback dos clientes tem sido muito positivo, de tal forma que, no dia da reabertura, o hotel contou logo com cerca de 20 quartos ocupados. Depois das intervenções realizadas, o Bairro Alto Hotel conta, para este ano, com perspectivas muito positivas, com a administradora a revelar que se espera crescimento, nomeadamente ao nível das receitas de alojamento. “As nossas perspectivas são de um crescimento sustentado e realista. Já 2012 foi um bom ano para nós, tivemos um crescimento de cerca de 5% nas receitas de alojamento e a perspectiva é para crescer”, admitiu a responsável, explicando que será essencialmente a nível do preço médio, que de 2011 para 2012 subiu 10 euros, que se esperam crescimentos. “Este crescimento não será tanto a nível da taxa de ocupação, que esperamos manter, será no preço médio, dai também termos feito estas intervenções, o que nos dá segurança para continuarmos a vender quartos a preços altos”, referiu Marta Tavares da Silva, sublinhando que esta continua a ser a aposta do Bairro Alto Hotel. I.M.