Barcadouro transportou mais de 50 mil turistas em 2013

Empresa de cruzeiros no rio Douro, a Barcadouro transportou o ano passado nas suas quatro embarcações, mais de 50 mil pessoas, um número recorde que este ano quer ver ultrapassado. A operar há 18 anos, a Barcadouro atingiu em 2013 um volume de negócios de 2,2 milhões de euros, mais 48% que no ano anterior em que tinha facturado pouco mais de 1,5 milhões, assinala Fernando Costa, fundador e CEO da empresa. Colocando no mercado uma brochura com 17 cruzeiros diferentes, a empresa de cruzeiros no Douro aproveitou a época de Inverno para introduzir melhorias em duas das suas quatro embarcações: o “Senhora do Douro”, um barco com 28m de comprimento e capacidade para 94 passageiros, e o “Infanta”, com 32m e 170 lugares. Os outros dois são o “Pirata Azul” (38m e 231 passageiros) e o catamaran “Independência” (33m e 324 passageiros). Assim, a partir desta Páscoa, as quatro embarcações “têm a mesma decoração e oferecem ao cliente o mesmo standard de serviço” sendo equipadas com restaurante, bar, deck solar e todas as comodidades próprias de um serviço turístico de qualidade”, assinala o CEO da Barcadouro, que realça ainda o facto de a empresa ser “PME Líder” há dois anos consecutivos. Os cruzeiros propostos, de um e de dois dias à partida do Porto ou da Régua, dão a possibilidade de passar ou atracar nos cais do Pocinho, Pinhão e Barca d’Alva. Os preços por pessoa variam entre os 57,50 euros (“Douro Semanal B”, de um dia, entre Porto-Régua-Porto, com descida de barco) e os 250,00 euros (“Douro Total”, de dois dias, entre Porto-Régua-Barca de Alva-Porto), sendo os cruzeiros comercializados pelas agências de viagens ou directamente pela empresa. M.F.