Binter e Canárias de olhos postos na África Ocidental

A transportadora aérea canarina Binter prevê transportar este ano 90 mil passageiros nas nove rotas com 21 voos semanais que opera para países da África Ocidental, e reforçar significativamente o seu compromisso com o negócio no continente vizinho. O início em Outubro de voos domésticos em Cabo Verde, reforça essa aposta.

Neste sentido, o governo das Canárias e a Binter acabam de celebrar um acordo no qual os aviões da companhia aérea canarina que voam para África passarão a publicitar o arquipélago como centro logístico de negócios com o continente, com o slogan “Ilhas Canárias, hub europeu de negócios em África”.

Em relação à chegada a Cabo Verde, a Binter garante que a operação começa logo que sejam superados todos os trâmites burocráticos, adiantando que está previsto enviar este mês para o arquipélago caboverdiano o seu primeiro turbo hélice ATR (o mesmo avião que utiliza nos seus voos em Canárias), que será reforçado depois com outro avião igual.

Num primeiro momento, a Binter Cabo Verde vai centrar as suas rotas entre as ilhas principais, designadamente Santiago e Sal, com intenção de voar para mais duas ilhas. No primeiro ano de operação o objectivo é de atingir 60% a 70% de ocupação.