Braga quer reforçar notoriedade no turismo religioso

Braga, uma das cidades presentes no VI Congresso Internacional de Cidades Santuário, que decorreu em Fátima, aproveitou para reforçar a sua notoriedade como destino de turismo religioso.

De acordo com António Barroso, membro do Gabinete de Apoio à presidência do município de Braga, sublinhou a importância de reforçar a notoriedade da cidade e a cooperação com mais parceiros nacionais e internacionais no âmbito do turismo religioso. “É em momentos e iniciativas desta natureza que temos que apresentar o que somos, o que possuímos e onde estamos, para incrementar a nossa presença nestes circuitos”.

“Neste grande debate tivemos a oportunidade de apresentar os nossos principais atractivos no âmbito do turismo religioso, nomeadamente o Santuário do Sameiro, do Bom Jesus, o Mosteiro de Tibães, casa mãe dos beneditinos portugueses e brasileiros, a Sé Catedral, a mais antiga de Portugal, assim como as dezenas de igrejas e capelas da nossa cidade”, referiu António Barroso, não esquecendo os eventos religiosos que ocorrem em Braga, como a Semana Santa, Presépio de Priscos, “entre outras riquezas e atractivos patrimoniais e religiosos”.

Neste congresso ficou patente a possibilidade de ser criada uma rede alargada e de âmbito mundial de cidades santuário, uma ideia vista com bons olhos por Braga, uma vez que “é objectivo do município acompanhar o trabalho desta futura rede que será muito importante na dinamização e desenvolvimento do turismo religioso a nível mundial, onde Braga quer estar desde a primeira hora”, realçou António Barroso.