Bragança com sabor a mel

A campanha “Bragança Perto” que faz assentar a promoção turística nos produtos regionais, destaca desta vez o mel do Parque de Montesinho, bem característico do nordeste transmontano.

Depois da castanha, do azeite e outros produtos transmontanos, chegou a vez de o mel originário do Parque de Montesinho estar em destaque na campanha “Bragança Perto” promovida pelo município de Bragança.

Bragança é sinónimo de um autêntico universo de sabores. “Ao dar a conhecer os nossos melhores produtos, fazemos, também, um claro convite à descoberta de Bragança, da sua história, da sua gente e dos seus saberes. Há muito para descobrir e para explorar em Bragança!”, assegura Hernâni Dias, presidente da Câmara Municipal de Bragança.

Para o autarca, o mel do Parque de Montesinho é um produto de qualidade reconhecida e, por isso mesmo, um excelente embaixador da região e um símbolo da sua gastronomia: “O Mel do Parque de Montesinho é um excelente cartão-de-visita de Bragança, um produto que pode ser apreciado e degustado em todas as estações do ano. Símbolo de qualidade da nossa região, o mel é um alimento muito saudável, cheio de benefícios para a nossa saúde e com diferentes usos na cozinha transmontana”.

Produzido a uma altitude máxima de 1475 metros, na Serra de Montesinho, o mel do parque de Montesinho, com Denominação de Origem Protegida (DOP), é elaborado a partir do néctar das flores que fazem parte da flora característica da região, em que predomina a urze e o alecrim que lhe proporcionam um sabor forte, persistente e harmonioso, no equilíbrio entre o doce, o amargo e o salgado.