Brexit: ANT “atenta mas confiante”

Face aos resultados do referendo no Reino Unido, a Associação Nacional do Turismo afirma acompanhar “com atenção e serenidade as eventuais repercussões no sector do turismo”.

Em comunicado, a ANT adianta que “irá continuar a estudar medidas que promovam o seu desenvolvimento sustentado”, uma vez que “o turismo português apresenta, hoje, globalmente, nos mercados externos, um conjunto de condições e factores estratégicos distintivos – qualidade, diversidade, hospitalidade e segurança – que tornam o nosso país um destino turístico privilegiado, não só para o povo britânico, mas para os europeus e outros povos, em geral”.

Mesmo assim, e para fazer face a “eventuais perdas” de visitantes britânicos como da própria comunidade britânica residente em Portugal, a ANT vai “adequar estratégias junto de outros países e mercados”.

Apesar de reconhecer o impacto para o turismo português, Desidério Silva, presidente da ANT, considera que “no imediato não haverá grandes consequências para a actividade hoteleira e turística”. Quanto ao futuro, refere que “a ANT e o sector irão trabalhar serena, mas empenhadamente, na busca de soluções para que o turismo português continue a crescer em qualidade e competitividade e a desenvolver-se de forma sustentada”.