Brexit: easyJet confiante no prosseguimento da sua estratégia

A companhia aérea low cost easyJet diz-se preparada para a saída do Reino Unido da União Europeia e manifesta-se “confiante” em que o Brexit “não vai ter um impacto material na estratégia” da companhia nem no seu modelo de negócio.

Em comunicado emitido esta sexta-feira, a easyJet afirma que “tem vindo a preparar-se para esta eventualidade e a trabalhar numa diversidade de opções que lhe vai permitir continuar a operar para todos os seus mercados”

“Continuamos confiantes na força do modelo de negócio da easyJet e na nossa capacidade de manter a nossa estratégia de sucesso e o retorno. Escrevemos hoje ao Governo do Reino Unido e Comissão Europeia solicitando que considerem como prioritária a manutenção do Reino Unido no mercado de aviação único da União Europeia, tendo em conta a sua importância para a economia e consumidores”, afirmou Carolyn McCall, CEO da easyJet

A companhia manifesta-se também “confiante que a sua rede única, liderança digital, política de custos e força financeira irá permitir a manutenção da sua estratégia e a sua capacidade de entregar crescimento dos lucros sustentáveis a longo prazo e retorno para os accionistas”.

A partir de agora, continua o comunicado, o principal enfoque da easyJet será o de” acelerar as discussões com os governos do Reino Unido, da União Europeia e reguladores para assegurar que o Reino Unido se mantém no mercado único da aviação da União Europeia” Segundo a companhia, isto “irá permitir que as companhias aéreas da União Europeia voem livremente dentro do espaço aéreo do Reino Unido e entre o Reino Unido e a União Europeia; que as companhias aéreas do Reino Unido possam voar livremente pela Europa e irá assegurar que os consumidores continuem a beneficiar de baixas tarifas e que a easyJet, e outras companhias aéreas continuem a operar como operam hoje”.

A companhia assegura ainda que vai “continuar a trabalhar em opções alternativas que permitam manter a rede e operação actuais”.